Especialidades

Retinopatia Diabética

A retinopatia diabética é uma das principais causas de cegueira em todo o mundo, junto com o glaucoma e a catarata. Nos diabéticos, alterações na visão podem se desenvolver de forma tão gradual que muitos pacientes têm dificuldade em perceber suas manifestações. Os exames oftalmológicos regulares são importantes na detecção e no tratamento precoce das complicações oculares.

Um material anormal é depositado nas paredes dos vasos sanguíneos da retina. Este material causa estreitamento e bloqueio destes vasos, com o enfraquecimento de sua parede, levando ao aparecimento de micro aneurismas, os quais se rompem dando origem às hemorragias e infiltrações de gordura na retina (exsudatos).

Especialidades - Olho Retinopatia Diabética

A retinopatia pode permanecer leve em alguns pacientes diabéticos, sem qualquer efeito sobre a visão, podendo, entretanto, em outros, o processo ser rapidamente progressivo, ao ponto de levar a uma perda visual parcial ou total. Esta perda da visão ocorre quando as hemorragias e os exsudatos afetam a mácula, responsável pela visão central.

SINTOMAS

Retinopatia diabética frequentemente não possui nenhum sinal de advertência precoce, ocorre silenciosamente. Quando ela começa a mostrar sintomas, provavelmente já está em um estágio avançado. Os sintomas variam dependendo do estágio da doença. Alguns sintomas comuns são a visão borrada, moscas volantes, flashes ou perda repentina da visão.

TRATAMENTO

O tratamento da retinopatia é feito através do controle clínico, avaliações periódicas com o oftalmologista especializado em retina, aplicações de laser na retina, medicamentos injetados dentro ou fora do olho e, nas fases mais avançadas, está indicada a cirurgia (vitrectomia).