Colírios podem afetar a saúde se usados de forma errada | ISO Olhos – www.isoolhos.com.br
Colírios podem afetar a saúde se usados de forma errada
Blog ISO Olhos

Colírios podem afetar a saúde se usados de forma errada

Colírios são medicamentos elaborados com substâncias que combatem infecções e inflamações. Sendo assim, devem ser prescritos e acompanhados por um oftalmologista, atentando, inclusive, para os casos em que precisam ser usados de forma associada a outro medicamento. É importante ter em mente que o uso desordenado de colírio pode causar danos oculares, como úlceras e perda acentuada da visão.

É preciso estar atento aos riscos, por exemplo, do uso contínuo de medicamentos com corticoide na formulação, muitas vezes usado para tratar inflamações nas vias respiratórias. A substância pode causar glaucoma e catarata. Se o medicamento for um colírio, os efeitos colaterais são mais rápidos. É importante sempre usar esse tipo de medicamento com acompanhamento médico especializado!

Para uma pessoa que sofre de congestão nasal, muitas vezes por questões alérgicas, gripes ou resfriados, é um alívio usar um remédio que libere as vias aéreas. Mas muita atenção! Se o paciente tiver glaucoma e fizer uso de colírio antiglaucomatoso, a ação vasoconstritora do descongestionante corta o efeito do medicamento, que tem a função de controlar o glaucoma. Para quem não tem o diagnóstico de glaucoma, mas tem a predisposição, esse tipo de automedicação pode causar a doença.

Os colírios com ação vasoconstritora não são só para aliviar os olhos e dar a sensação de frescor, também cortam o efeito dos remédios usados contra hipertensão arterial. Para aliviar o desconforto dos olhos, no inverno, o ideal é usar lágrima artificial para evitar o transtorno. O colírio betabloqueador é usado para tratar pacientes com glaucoma, mas, se for usado com medicamentos de ação broncodilatadora para aliviar os sintomas de bronquite e asma, pode causar falta de ar no paciente

. Por fim, a automedicação em casos de vista com secreção, ardência ou sensação de que tem algo no olho é bastante comum. Mas nem sempre o diagnóstico é a conjuntivite. Mesmo que seja, existe mais de um tipo da doença. Por isso, NÃO use o colírio indicado por outro paciente ou por um familiar!

 

orientações colirios

Fonte: Revista Veja Bem

Deixe seu Comentário

Leia também

Clareon: ISO Olhos, primeiro hospital de Minas Gerais a utilizar esta nova tecnologia em cirurgia catarata.

Clareon: ISO Olhos, ...

A nova lente intraocular LIO Clareon é..

ISO Olhos promove palestra “A arte de ser leve” em comemoração aos 20 anos

ISO Olhos promove pa ...

Como parte da celebração do aniversár..

ISO Olhos completa 20 anos de atividade

ISO Olhos completa 2 ...

Fundado em 1998, o ISO Olhos tornou-se, ..