Junho violeta: Campanha alerta sobre o ceratocone. | ISO Olhos – www.isoolhos.com.br
Junho violeta: Campanha alerta sobre o ceratocone.
Blog ISO Olhos

Junho violeta: Campanha alerta sobre o ceratocone.

Ceratocone: problema de visão que atinge 1 em cada 2000 pessoas.

Depois do Outubro Rosa, Novembro Azul, Janeiro Branco e Abril Marrom, chegou a vez do Junho Violeta: iniciativa que visa a prevenção do ceratocone, doença caracterizada pelo encurvamento e afinamento progressivo da córnea, que tem como um dos fatores associados o hábito frequente de coçar os esfregar os olhos. A ação conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) e oftalmologistas de todo o país.

O ceratocone é uma doença genética e congênita, ou seja, a pessoa já nasce com a predisposição a desenvolvê-la, e de acordo com recentes estudos, o problema acomete entre 0,5% e 3% da população mundial e pode levar ao desenvolvimento de altos graus de astigmatismo e miopia, comprometendo a visão. A alteração frequente do grau dos óculos é o principal sintoma da doença, além da dificuldade para enxergar de perto e sensibilidade à luz.

 

CERATOCONE-ARTE1 Olho com ceratocone em estágio avançado

Geralmente os pacientes não percebem o ceratocone em seu início, quando a córnea que normalmente tem o formato arredondado, quase esférico, apresenta aumento da curvatura da camada que fica mais à frente do olho. E quando começam a sentir alteração ou embaçamento visual e procuram ajuda com o oftalmologista, a doença já pode estar em estado mais avançado.

O ceratocone não tem cura, no entanto, pelo avanço da medicina, possui diversos tratamentos disponíveis que são indicados de acordo com a fase de evolução da doença e gravidade do caso. Na fase inicial, a visão pode ser corrigida com o uso de óculos. No estágio moderado, com o uso de lentes de contato especificas para ceratocone ou com o implante de anel intracorneano, que é uma órtese de acrílico que tem a função de alterar a curvatura de córnea na quantidade necessária para correção que se deseja obter. Outra opção de tratamento é o procedimento conhecido como crosslinking, que aumenta a resistência e a estabilidade da córnea e tem como finalidade impedir a progressão da doença. Nas etapas mais avançadas, o tratamento baseia-se no transplante de córnea, que consiste na substituição da córnea alterada por uma córnea doadora.

O desafio dos médicos oftalmologistas é conscientizar a população a realizar consultas periodicamente, para exames preventivos e diagnóstico precoce tanto do ceratocone, como de outras doenças que afetam os olhos, para fornecer o tratamento adequado em cada caso. É importante disseminar o conhecimento e incentivar uma postura de atenção da população com a saúde ocular, visto que o auxílio médico não deve acontecer apenas quando o problema vem à tona.

Diante dessas informações fica o alerta: coçar e esfregar os olhos pode alterar a estrutura da córnea e causar o ceratocone. Busque eliminar esse péssimo hábito da sua vida e em casos de quadros alérgicos, coceira excessiva e sensação de olho seco, consulte o mais rápido possível um oftalmologista.

Deixe seu Comentário

Leia também

E-Eye IRPL:  nova tecnologia de tratamento da síndrome de olho seco.

E-Eye IRPL: nova te ...

O E-Eye IRPL é o primeiro e único disp..

Cuidado com os olhos das crianças nas festas juninas

Cuidado com os olhos ...

Com as datas comemorativas do mês de ju..

Dra. Emiliana dos Santos Valadares participa do XXII Congresso da Sociedade Brasileirade Uveítes

Dra. Emiliana dos Sa ...

A oftalmologista do ISO Olhos e vice-pre..